Fitoterápicos candidatos a combater sintomas da COVID-19 e seus possíveis mecanismos de ação
Capa Revista Cientifica BJHP V2 N4 2020
PDF

Palavras-chave

Sistema respiratório
Sintomas;
Doença
Fitoterápicos
Tratamento

Resumo

O sistema respiratório fornece oxigênio e promove a eliminação do dióxido de carbono para a manutenção dos tecidos e das reações metabólicas. O novo coronavírus (Sars-CoV 2) acomete principalmente o sistema respiratório e causa sintomas como: febre, tosse seca, fadiga muscular, produção de escarro, encurtamento da respiração, irritação na garganta, cefaleia, mialgia ou artralgia, calafrio, náusea ou vômito, congestão nasal, diarreia, hemoptise e congestão conjuntival. Apesar de ter causado muitas mortes no mundo, ainda não existe um tratamento eficaz para a doença. No entanto, outras alternativas estão sendo buscadas para tratar os sintomas causados pelo vírus. A revisão bibliográfica do presente estudo teve como objetivo identificar fitoterápicos com potencial para tratar e/ou aliviar os sintomas da COVID-19, assim como descrever seus possíveis mecanismos de ação. Foram selecionados sete gêneros de plantas utilizadas para condições que afetam o sistema respiratório: Allium sativum L.; Echinacea angustifolia D. C., Echinacea purpurea (L.) e Echinacea pallida; Eucalyptus globulus Labill. e Eucalyptus citriodora; Glycyrrhiza glabra L. e Glycyrrhiza uralensis; Illicium verum Hooker.; Justicia pectoralis Jacq.; Mikania glomerata Spreng. As propriedades das espécies abordadas demonstram que são plantas com potencial para utilização no tratamento de sintomas da COVID-19.

PDF