Avaliação in vitro dos efeitos citotóxico e genotóxico do extrato etanólico de Echinodorus macrophyllus
Capa Revista Cientifica BJHP V3 N1 2021
PDF (English)

Palavras-chave

chapéu-de-couro
CBMN-cyt
cometa
dano ao DNA
mutagênese

Resumo

Echinodorus macrophyllus (Kunt.) Micheli (E. macrophyllus) é uma planta aquática da família Alismataceae, popularmente conhecida como chapéu-de-couro. Estudos prévios demonstraram que chapecoderinas, equinofilinas e equinólidos são os principais metabólitos presentes na planta, frequentemente associados às suas propriedades biológicas. Embora haja evidências sobre as propriedades terapêuticas de E. macrophyllus (especialmente direcionada ao tratamento de doenças inflamatórias), é necessário a realização de estudos para a investigação do seu uso terapêutico. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos citotóxicos e genotóxicos do extrato etanólico das folhas de E. macrophyllus (EEEM) em células mononucleadas do sangue periférico humano (PBMCs). PBMCs foram coletadas de voluntários saudáveis para a utilização no ensaio de citotoxicidade (MTT) e nos ensaios de genotoxicidade (citoma micronúcleo combloqueio da citocinese – CBMN cyt e cometa), e tratadas com concentrações do EEEM variando entre 1 a 500 μg/mL. Os resultados desse estudo não identificaram efeitos citotóxico ou genotóxico do EEEM em nenhuma das concentrações avaliadas. E. macrophyllus não induziu danos genéticos significativos em PBMC nos ensaios do cometa e CBMN cyt, sugerindo que a planta é segura e não apresenta riscos significativos para o consumo em geral.

PDF (English)