Percepção dos profissionais de uma unidade de Estratégia da Saúde da Família frente a pacientes que apresentam fatores de risco de suicídio
Capa Revista Cientifica BJHP V2 N1 2020
PDF

Palavras-chave

Acolhimento
ideação suicida
profissionais de saúde

Resumo

O suicídio é um ato intencional com finalidade de dar fim a própria vida. É resultante de uma complexa interação de fatores. O acolhimento adequado à pacientes que apresentam ideações suicidas podem promover a qualidade de vida e promoção da saúde mental, e assim a recuperação. Deste modo, objetivou-se analisar a visão e a atuação da equipe multidisciplinar de uma Estratégia de Saúde da Família (ESF) acerca de pacientes com fatores de risco ao suicídio. Trata-se de um estudo qualitativo, transversal e descritivo. Foram realizadas entrevistas individuais de 10 minutos com quinze profissionais de diversas áreas da saúde de uma ESF, identificando os fatores de risco que mais acometem aos pacientes, a forma que são acolhidos na ESF e as medidas tomadas diante do comportamento suicida. As entrevistas foram transcritas e analisadas. Os fatores de risco mais relatados foram alcoolismo, depressão e conflitos familiares. De acordo os depoimentos, após o acolhimento os pacientes são encaminhados para psicólogo e médicos da ESF. Porém, de maneira geral, os profissionais relataram não possuir capacitações suficientes para lidarem com ações de saúde mental. É importante a atuação adequada da ESF no combate ao suicídio, uma vez que a atenção primária possui aceitação da população e causa um grande impacto positivo na saúde. São necessários processos de capacitações dos profissionais para assim possibilitar estratégias em seus processos de trabalho contra o suicídio.

PDF