Development of nanostructured lipid carriers containing finasteride
Capa Revista Cientifica BJHP V2 N1 2020
PDF (English)

Palavras-chave

nanocarreadores
finasterida
alopecia androgenética

Resumo

Além de sua importância estética, o cabelo distingue o indivíduo e pode influenciar sua aceitação social. Sob certas circunstâncias, o processo normal de crescimento do cabelo é prejudicado por uma condição chamada alopecia androgenética (AGA). Para tratar a AGA, um esteroide antiandrogênico chamado finasterida pode ser usado de duas formas: oral ou tópica. Porém, para ambas as formas, efeitos colaterais como irritação, dermatite de contato e alterações no humor tem sido reportados. Carreadores lipídicos nanoestruturados incorporando finasterida foram desenvolvidos neste estudo com o intuito de avaliar suas principais características, considerando o tamanho, o potencial zeta, o índice de polidisperção, a eficiência de encapsulação e a citotoxicidade. Tais nanopartículas foram construídas com lipídeos de origem natural ajustados para liberação em temperatura definida e estabilizados com copolímeros em bloco. Após preparação através de alto-cisalhamento, os nanocarreadores lipídicos produzidos possuíram diâmetro hidrodinâmico médio de 119,56 ± 1,07 nm com índice polidispersividade em 0,186. A eficiência de encapsulação atingiu valores próximos a 100%, conforme quantificação por HPLC. A suspensão manteve suas características durante 30 dias, demonstrando boa estabilidade. Em adição, as nanoestruturas produzidas reduziram a citotoxicidade da finasterida frente a células de fibroblastos e queratinócitos. Desta forma, a formulação obtida se torna um bom candidato para futuros testes in vivo, como agente tópico contra a AGA.

PDF (English)