O uso de curcumina e do resveratrol no tratamento da Doença de Alzheimer: evidências científicas
Capa Revista Cientifica BJHP V1 N2 2019
PDF

Palavras-chave

Doença de Alzheimer
Curcumina
Resveratrol

Resumo

A doença de Alzheimer é uma patologia neurodegenerativa que causa declínio cognitivo e representa a maior prevalência dos casos de demência, principalmente em idosos. Caracteriza-se por um distúrbio progressivo da memória, afetando inicialmente a memória de curto prazo e com o passar dos anos evoluindo para a memória de longo prazo. Nos últimos anos muitos fármacos têm sido avaliados para a prevenção e o tratamento desta demência. Nosso trabalho buscou identificar por meio de revisão da literatura novas e prováveis alternativas terapêuticas para o tratamento da Doença de Alzheimer, com ênfase no Resveratrol e na Curcumina, duas substâncias de origem natural. Após pesquisa realizada nas principais bases de dados, foi possível identificar diversos estudos que demonstram as ações anti-inflamatórias, antioxidantes e neuroprotetoras das duas substâncias, com efeito sobre doenças neurodegenerativas, em específico a Doença de Alzheimer. A pesquisa indica a possível viabilidade da eficácia da Curcumina e do Resveratrol como tratamento adjuvante para reduzir a progressão da doença e proporcionar maior qualidade de vida aos pacientes.

PDF